Pesquisar este blog

quinta-feira, 11 de abril de 2013

A mulher samaritana

A mulher samaritana

João 4:7-18

7 - Veio uma mulher de Samaria tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber.
8 - Porque os seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida.


9 - Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos).

10 - Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.
11 - Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva?
12 - És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, bebendo ele próprio dele, e os seus filhos, e o seu gado?
13 - Jesus respondeu, e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede;
14 - Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.
15 - Disse-lhe a mulher: SENHOR, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede, e não venha aqui tirá-la.
16 - Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá.
17 - A mulher respondeu, e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: não tenho marido;
18 - Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade.

    Divórcio e novo casamento entre cristãos e a misericórdia de Deus

      Caríssimo leitor(a), depois que escrevi a última postagem sobre o divórcio e novo casamento entre cristãos, resolvi escrever sobre a mulher samaritana. Você pode perceber claramente que Jesus ao falar com a mulher samaritana estava, como de praxe, interessadíssimo em oferece-la a salvação. Pode perceber, também, que queria salvar o seu "marido". É nesse ponto que quero me concentrar. Na minha postagem anterior (Divórcio e novo casamento - uma visão literal) eu mostrei o que a Bíblia fala a respeito do divórcio e novo casamento entre cristãos. Pois bem, hoje, quero apresentar um texto que vai, aparentemente, contrapor o anterior, mas não o contrapõe porque é fato que Deus não deseja o divórcio e nem um novo casamento, assim como Deus nunca desejou o pecado. Entretanto, o pecado veio e com ele o divórcio e o novo casamento. Qual a resposta de Deus para o pecado? A graça! Muito já foi dito a respeito desse assunto, muitas palavras já foram escritas, mas o que tem que ficar claro na mente daqueles que se dizem discípulos de Jesus é que Deus vai nos julgar de acordo com a Palavra DELE. Lembre-se sempre disso e que Deus nos ilumine a vermos a resposta certa na Sua Palavra.
      Por que Jesus usou a palavra "marido" mesmo sabendo que aquele homem não era marido da mulher samaritana? Por que Jesus mandou-lhe chamar? É porque Jesus veio buscar e salvar o perdido, isto é, ele queria dar-lhe da água da vida também. Apesar da mulher estar no seu sexto relacionamento, parece que ela queria acertar a sua vida com alguém ou precisava de estar com alguém para se suster. No tempo de Jesus, a mulher não trabalhava fora e era difícil manter-se sozinha. Na época do Antigo Testamento, Deus tolerou a poligamia, dentre outras situações. Na sua época, Jesus falou que um segundo casamento, estando um dos cônjuges vivos, é adultério, exceto por motivo de porneiaMas, e a mulher samaritana? Como explicar que Jesus denomina seu companheiro de marido, mesmo sabendo que ele não era seu marido?
     Nos tempos de hoje, onde a mulher trabalha e estuda e muitas vezes gerencia o lar, diria Jesus as mesmas palavras? Sinceramente não sei. Poderia dizer, como não poderia dizer. Por que eu trouxe esse contexto cultural? Porque ele é importante e sempre foi considerado; porque vemos, na Bíblia, situações específicas da época, como por exemplo, mulheres não falarem absolutamente nada nas igrejas, uso do véu (isso acontece hoje em todas as igrejas? Não.), dentre outros exemplos. Hoje, sabemos de casamentos em que há traições, violência, falta literal de amor ao próximo, drogas, recusa de relacionamento sexual ou falta de interesse por parte dos cônjuges, falta de harmonia, etc e etc. Viver assim estaria menos errado do que se separar e casar-se de novo? Viver apegado à letra e não se separar, mesmo trazendo grandes sofrimentos aos cônjuges e filhos, quiçá até a morte, traria a tais pessoas mais santidade aos olhos de Deus? Nesse caso, é claro que a separação é mais do que indicada. E casar de novo estando um dos cônjuges vivos? Biblicamente não pode! Só em caso de morte, mas alguns entendem que em caso de adultério também há a liberação para um novo casamento

      E a mulher samaritana? Voltemos ao nosso arrazoado. Jesus permaneceu dois dias em Samaria, ministrando a Sua palavra de graça e, muito provavelmente, pode ter ficado na casa dessa mulher. O que depreendo dessas palavras? "Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá." Algumas pessoas dizem que Jesus estava disciplinando o casal e pedindo para que eles se separassem, pois estavam em pecado. É o mais provável mesmo, mas é isso que está claramente escrito naquele texto? Não! Não é isso. Se ele fosse o amante daquela mulher, denominaria-o Jesus de "marido"? Penso que não. Se fosse um amante, Jesus teria dito, penso eu: "Vai, chama aquele homem que fica com você e vem cá". Eu posso depreender, daquela frase, que Jesus vê a luta das pessoas sinceras que querem acertar e que, apesar dos erros cometidos, não querem ficar banalizando algo tão sagrado como o casamento e querem uma nova chance onde podem, de fato, honrar melhor ao seu Senhor no seio de um casamento refeito? Enfim, podemos depreender várias situações a partir daquela frase, mas a resposta certa tem que vir da Palavra do Senhor e não do que a gente acha. Com relação a esse particular, infelizmente o texto termina com Jesus mandando-a chamar o seu "marido" não acrescentando mais nada a respeito disso. Sendo assim, a especulação é livre. Porém, como temos por base a Bíblia, posso afirmar que o que Jesus ensinou sobre esse assunto para aquele casal foi o que Ele disse a respeito em sua palavra.
     Concluindo, você, caro(a) leitor(a), que está num segundo casamento, pode ter certeza que não sou eu e nem humano nenhum que irá julgá-lo, mas é Jesus que vai ver a intenção do seu coração e é ele quem vai julgá-lo, segundo a Sua Palavra, Sua misericórdia e vai sondar o seu coração, sua intenção real, mas ninguém escapará do julgamento divino.  No começo, quando existia só o primeiro casal, o casamento se deu entre pessoas da mesma família (hoje isso seria errado); houve, da parte de Deus, uma tolerância à poligamia e servos do Senhor como Abraão, Judá, Davi, Salomão e outros tiveram mais de uma mulher (hoje isso seria um erro); no tempo de Moisés, o homem tinha um coração duro e Moisés permitiu o divórcio, mas restringiu a um motivo apenas (Deut. 24:1) -  o homem hoje continua com um coração duro? O que Cristo falou sobre o casamento é para nós hoje em dia? Sim!! Na época de Jesus a mulher continuava não tendo voz ativa e hoje, os tempos mudaram e muito, mas nosso Deus é o mesmo e nos ama e quer nos salvar sempre.  Ele vê a luta de seus filhos e sabe quem, realmente, quer fazer a sua vontade de acordo com a Sua palavra, mas que errou no passado, com relação ao casamento, e não quer mais errar no futuro. Há pessoas que matam e se arrependem. Há perdão para eles? Sim! E para as pessoas que se casaram novos, sem experiência de vida, se divorciaram e casaram novamente e que não conseguiram viver como eunucos? Há perdão para eles? O que você pensa, prezado leitor? Há perdão para todos os erros menos para quem se casou novamente? O que a Bíblia diz quanto a essa pergunta? O que ela diz a respeito do perdão? Vá lá! Leia os textos a respeito disso! Para esses, que querem seguir os  ensinamentos do Mestre a respeito desse assunto, ele diz: "Vem, chama teu marido (esposa) e vem cá." Vá ao Mestre e ouça o que ele tem a te dizer na Palavra que Ele te deixou. Pratique seus ensinamentos. Quem faz a vontade de Deus permanecerá para sempre!!! O que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?? Você crê nisso???

     Que Deus nos ilumine sempre a obedecermos à Sua Palavra e que a graça de nosso Senhor Jesus transborde em nossas vidas para que possamos cumprir seus ensinamentos, mesmo sabendo que não há um justo sequer. É somente pela graça e misericórdia que estaremos com Deus.
revisado em 20/09/2016

4 comentários:

  1. Excelente. A misericórdia triunfa sobre o juízo. "As coisas velhas passaram, eis que se fizeram novas" (Ap. Paulo).
    Abraço,

    ResponderExcluir
  2. De fato, meu amigo, a misericórdia triunfa sobre o juízo, pois Deus julga nossa real intenção de acordo com Sua Palavra: João 12:48 - Quem me rejeitar a mim, e não receber as minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o há de julgar no último dia.

    ResponderExcluir
  3. Meu caro Well, parabéns pela mensagem animadora e pela disposição em encorajar os que sofremos por tantos males, seja por uma questão de desconhecimento a cerca do matrimônio, vivenciando uma situação contrária ao que nos orienta a palavra de Deus, seja por problemas no próprio matrimônio, o que importa, na verdade, é que Deus conhece o nosso coração, e somente a Ele cabe julgar os nossos atos. Isso Jesus deixou muito claro tanto quando esteve com a mulher samaritana quanto quando deparou-se com a mulher que fora pega em adultério. "Ninguém te condenou, nem eu te condeno, vai e não peques mais!" Francisco.

    ResponderExcluir
  4. Grande abraço, Francisco, e que Deus nos ilumine sempre!

    ResponderExcluir