Pesquisar este blog

domingo, 8 de janeiro de 2017

Por que deixei o Adventismo?




Por que deixei o Adventismo?


Por que eu escreveria sobre isso? Primeiro porque eu penso ser importante para algumas pessoas e segundo porque eu quero escrever. Se você tem alguma dúvida sobre algumas doutrinas peculiares dos adventistas creio que você deve ler todo esse texto, que aliás está bem sucinto.


Gostaria de dizer, também, que não tenho nada contra os adventistas como seres humanos, aliás, tenho boas lembranças das amizades que lá angariei. 

Vamos lá! Por que deixei o adventismo depois de tantos anos? Porque deixei de concordar com algumas de suas doutrinas e ensinamentos. Quais? Sábado, Ellen White, juízo investigativo, bode emissário, lei dominical, grande tribulação e a igreja se denominando como o povo remanescente. 

1) Sábado ==> basicamente o sábado não é para o gentio convertido, pois o sábado foi dado especificamente ao povo de Israel. Ex. 31.13 e Ez. 20.12 afirmam isso claramente. Maiores detalhes quanto às objeções adventistas leia, por favor,  "O sábado é para ser observado pelos cristãos?"

2) Ellen White ==> o grande problema é o fato dos adventistas afirmarem que os seus escritos têm a mesma fonte divina da Bíblia e, também, ser exigido que o candidato ao batismo na IASD tenha que confessar publicamente, no voto batismal, que precisa crer que o dom de pro­fecia, na pessoa de Ellen White, é uma das características identificadoras da igreja remanescente.

3) Juízo Investigativo ==> Guilherme Miller, batista, desconsiderando Mateus 24.36, marcou a data da volta de Cristo e, logicamente, fracassou. A partir daí, surgiu a IASD. Como? Pra tapar esse erro, um pequeno grupo de simpatizantes de Miller disse que em 22 de outubro de 1844 em vez de Jesus voltar à Terra, ele saiu do Lugar Santo e foi para o Lugar Santíssimo no santuário celestial para começar a purificação dos pecados, que seria o apagamento dos pecados dos santos. Com isso, surge a doutrina do juízo investigativo. Atos 3.19 é apenas um exemplo que nos mostra que os pecados são apagados no momento da conversão e não a partir de 1844, num suposto juízo de investigação. Aliás, que investigação? Dizem os adventistas que o motivo dessa averiguação é para que os seres não caídos tenham certeza de quem estará sendo salvo. Veja: "Ele não ocorre para benefício da Divindade. Destina-se, antes, primariamente ao benefício do Universo, servindo para responder às acusações de Satanás e para garantir aos seres não caídos que Deus permitirá a entrada em Seu reino tão-somente daqueles que verdadeiramente se converteram." Nisto Cremos, pg. 425, 7ª Ed, 2003. Perguntar não ofende: será que os anjos já não sabem quem vão herdar ou não a salvação? Vamos deixar a Bíblia responder: Heb. 1.14 => "Os anjos não são, todos eles, espíritos ministradores enviados para servir aqueles que hão de herdar a salvação?" E mais: se é Jesus que afirma que eles foram salvos por meio de seu sacrifício, morte e ressurreição será que algum ser não caído iria desconfiar das palavras de Deus e querer assistir um suposto juízo de investigação?? 

4) Bode Emissário ==> Essa doutrina é pesada!!! Os adventistas afirmam, segundo o entendimento deles acerca de Lev. 16, que Satanás, isso mesmo, que o inimigo de Deus vai arrostar ou levar os pecados de todos os remidos. Pasmem, mas é isso mesmo que eles ensinam! Eles ignoram que tanto o verso 5 como o verso 10 mostram, numa clareza meridiana, que pelos DOIS BODES será feita a expiação. Isso é claro! O bode sacrificado tipifica a morte de Cristo e o bode emissário tipifica Cristo padecendo fora do arraial, levando vivo, os pecados de todos os remidos. Um bode tinha que morrer e derramar o seu sangue, enquanto que o outro bode tinha que levar sobre si todas as iniquidades confessadas pelo povo de Israel e também levá-las para fora do arraial (Hebreus 13:12,13). Enfim, o bode emissário tipifica Cristo e não Satanás porque primeiro os versos 5 e 10 não deixam dúvidas quanto a isso (me espanta os adventistas não enxergarem tal clareza) e segundo porque corrobora com Isaías:  "mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressoresIsaías 53:12." Reflitam nisso, prezados adventistas: se Cristo padeceu por nossos pecados a ponto de por eles morrer, por que cargas d'águas vocês dizem que é Satanás que vai arrostar ou levar esses mesmos pecados pelos quais Cristo deu a sua vida? Cristo morreu por pecados que Satanás vai levar ou aniquilar?? Sem cabimento. 

5) Escatologia (lei dominical, povo remanescente, grande tribulação) ==> Os adventistas afirmam que a grande tribulação foi o período de 538 a 1798 d. C. Por que, então, não houve os grandes sinais no céu e na terra e não apareceu no céu o sinal do Filho do homem, que será logo em seguida à tribulação daqueles dias preditos em Mt. 24.29-31? Eles ensinam que o sinal no Sol foi em 1780 só que esse sinal não foi mundial e foi antes do próprio período que eles ensinam ser o término da grande tribulação (1798); dizem, também, que o domingo será o sinal da besta porque entendem que o sábado será o selo de Deus, mas ignoram que o próprio livro do Apocalipse diz que o selo de Deus é o nome de Deus e não um dia. Está lá em Apoc. 7.2-4 e 14.1. E, por fim, afirmam ser o povo remanescente porque creem terem surgido a partir de 1844, após a grande decepção de Cristo não ter voltado e porque guardam os dez mandamentos e têm o testemunho de Jesus, afirmando que esse testemunho são os escritos de Ellen G. White como o espírito de profecia.  Ignoram que o testemunho de Jesus , como diz a nota de rodapé da Bíblia de Jerusalém "é a palavra de Deus atestada por Jesus, que todo cristão possui (confira com Apoc. 1.2, 6.9, 12.17 e 20.4) e que inspira os profetas". Será que os adventistas pensam que quando João escreveu esse texto (espírito de profecia) ele estava tendo uma visão de Ellen White?? Será???

Concluindo, deixo registrado aqui alguns pontos que me fizeram refletir melhor sobre algumas crenças adventistas e, por isso, passei não mais a concordar com elas. Que Deus nos ilumine sempre.








3 comentários:

  1. Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará! Correto... a partir do momento que não concordamos mais com certas doutrinas, não faz mais sentido permanecer vinculado à Organização .... Temos outras igrejas que se enquadrarão no novo entendimento.

    ResponderExcluir
  2. Minha tia começou frequentar o adventismo ainda solteira. Ao conhecer seu, então esposo, pregou e este compreendeu e logo ambos são adventistas. Após alguns anos, minha tia abandona a fé adventista e começa frequentar outra denominação; há pouco tempo atrás perguntei pra ela a razão de deixar o adventismo e ela disse nunca haver entendido a razão de não usarem shorts, jóias, saias curtas, reforma de saúde, etc. e eu fiquei refletindo nesta resposta; entendi que se nunca compreendeu a mensagem, como poderia continuar se enganando?
    Percebo que o caso do sr. Willy é bem parecido e quero sugeri-lo o que recomendei à minha tia: Dê mais uma chance ao teu entendimento, ao intelecto; peça ao Espírito Santo discernimento e busque melhor compreensão.
    Quanto às dúvidas, reconsidere o seguinte:
    1. Os 'verdadeiros filhos de Abraão' sempre foram 'os que fazem a vontade de Deus'. Os gentios (que aceitam) são adotados por Israel, e como filhos (adotados) fazem as mesmas obras (leis) dos 'verdadeiros filhos de Abraão'; estes é quem são os herdeiros.
    2. Quando se envolve com os escritos de Ellen G. White e os estuda juntamente com a Bíblia, logo se percebe o sincronismo e a motivação em buscar mais da Bíblia aumenta a cada dia, experimente.
    3,4 e 5. Creio que há equivoco nestes pontos. A Bíblia relata o que Deus pediu para Israel fazer quanto ao sistema sacrifical, santuário, etc. com um propósito: aprenderem, compreenderem o plano da salvação e que pudessem repassar para gerações futuras no aguardo do Messias, e para as gerações após a vinda do Messias, útil para confirmarem, valorizarem o cuidado de Deus pelo pecador. No entanto, todo processo visto e vivido no passado, o tipo, era apenas uma sombra do que seria o Antítipo e todo processo vivido por Ele, o Cristo, o nosso Salvador. O bode que vai para o deserto, vai para ser aniquilado, e como responsável direto, ou indiretamente pelos pecados cometidos, é usado apenas como 'meio de transporte' dos pecados, os quais serão aniquilados. O Senhor Jesus nos salva do pecado, nos garantido força e poder para não mais nos submeter a ele (ao pecado). O sábado não é o selo, mas o entendimento, a consideração da vontade e autoridade de Deus quanto ao sábado, por meio do Espírito Santo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Abel, obrigado pela visita. Seja bem-vindo. Um detalhe que gostaria de perguntar sobre sua postagem: há algum verso bíblico que nos aponte ou que nos diga que Satanás é que vai carregar os pecados dos remidos?

      Excluir